Papas de aveia com farinha de aveia

Hey gente!

Apesar de já ter aqui no Instagram várias receitas de papas de aveia, hoje trago mais uma, visto ser muito pedida!

Como faço as minhas papas de aveia com farinha de aveia?

Bem, da mesma forma que faço com flocos!

A realidade é essa!

Podem fazer tanto no fogão como no microondas!

Vou dar-vos uma receita base que depois podem variar consoante as vossas necessidades!

Precisamos de:

  • 50gr de farinha de aveia (se acharem que fica muito doce, usem uma parte de farinha com sabor e outra de flocos ou farinha sem sabor)
  • 300ml de água
  • 100gr de claras de ovo (São opcionais, mas dão mais proteína à receita e deixam as papas mais cremosas)

Método fogão:

Num tacho colocar a água e farinha, deixar cozinhar em lume brando, mexendo de vez em quando até engrossar.

Depois de obter a textura desejada, juntar às claras e misturar bem, deixar cozinhar mais 3/4min sempre a mexer para que estas se misturem bem na aveia!

Método microondas:

Numa tigela colocar a aveia e água, levar ao microondas cerca de 3min (eu a meio pauso o tempo para misturar).

Depois juntar as claras, misturar bem e levar ao microondas 2min, a meio desse tempo volto a pausar para misturar e já está!

Claro que o tempo pode e irá variar consoante a potência do vosso microondas e convém irem dando um olhinho para que a papa não saia da tigela! Se notarem que começa a querer sair, pausem, misturem e coloquem mais uns segundos, repitam se necessário!

Espero que gostem e já sabem, podem comprar a vossa farinha de aveia com sabor, na Prozis com 10% de desconto ao usar o código: CENASDALENA

Almôndegas de frango, espinafres e courgete

Heyyy maltinha!

Um dos meus objetivos para este novo ano é fornecer-vos mais conteúdo, mais receitas e mais sobre aquele que é o meu estilo de vida.

Muitas vezes com o trabalho e a rotina, as receitas acabam por ser sempre iguais, sempre o básico, sem ter de pensar muito…

Mas as vezes apetece sair da rotina, fazer pratos novos e diferentes.

Para mim estas almôndegas não são “novas” mas há imenso tempo que não fazia. Desta vez resolvi fazer e partilhar a receita convosco!

Esta é uma boa forma de sair da rotina do bife de peito de frango básico.

São umas almôndegas deliciosas que podem também ser hambúrgueres, apenas depende da vossa vontade!

E eis o que vamos precisar:

  • 400gr de peito de frango picado
  • 100gr de courgete
  • 1 mão cheia de espinafres
  • 2 alhos (usei dois grandes)
  • 1/2 cebola média
  • Sal e pimenta qb (usei sal rosa)

[esta receita rende 16 almôndegas]

Método:

  1. Picar a cebola, alhos e espinafres;
  2. Ralar a courgete
  3. Numa taça juntar os anteriores ao peito de frango, adicionar sal e pimenta e misturar bem.
  4. Agora basta moldarmos as nossas almôndegas, todas mais ou menos do mesmo tamanho para que cozinhem uniformemente.

Optei por fazer as almôndegas com polpa de tomate e utilizei apenas metade da receita, a outra metade congelei para uma próxima vez!

A sua confecção é muito simples!

Fiz um refogado com cebola, alho e óleo de côco, depois juntei as almôndegas, deixei cozinhar um pouco para ganharem mais consistência e juntei cerca de 100gr de polpa de tomate. Misturei e deixei cozinhar cerca de 7/8min em lume brando, numa frigideira tapada e pronto!

Estão feitas e prontas a deliciar!

Espero que gostem!

Panquecas low-carb

Oi genteee!

Sei que não têm havido muitas receitas por aqui, as vezes o tempo é apertado e a rotina do dia-a-dia não me permite ter mais tempo para cuidar do blog… mas neste novo ano, quero estar aqui com mais frequência e por isso trago mais uma receita!

Muitas vezes pedem-me receitas de panquecas baixas em hidratos, apesar de já ter uma aqui no blog, venho trazer mais outra! Baixa em hidratos e proteica! Admito que não é algo que faça parte da minha rotina diariamente pois sou super fã da minha aveia, que não abdico! Mas é sempre bom variar e por isso trago-vos uma receita deliciosa! O que precisamos:

  • 25gr de farinha de côco
  • 10gr de V-Protein (podem utilizar whey comum mas isso irá diminuir a quantidade de água utilizada)
  • 100gr de claras de ovo
  • 120ml de água

Método:É sem duvida o mais simples! Basta misturar tudo muito bem e cozinhar em lume brando na frigideira anti-aderente! Eu não untei a minha frigideira mas podem utilizar óleo de côco para tal!Optei também por tapar a frigideira para cozinhar as panquecas de forma mais uniforme e facilitar que virem sem partir, pois ao contrário das panquecas de aveia, estas não têm a mesma textura! Espero que gostem!

Ebook: Receitas de Natal

Bem, depois de muito sondar, cheguei à conclusão de que realmente deveria fazer umas receitinhas de Natal mais ricas a nível nutricional e igualmente saborosas para partilhar convosco!
Desta forma fiz um Ebook, ao qual todos podem ter acesso, por um valor simbólico de 3€ (2.5€ mais taxas)!

Caso prefiiram transferência bancária (neste caso não existem taxas sendo o valor 2.5€), basta enviar e-mail para: lena.isabel.goncalves@gmail.com

Neste Ebook vão poder encontrar as seguintes receitas:

  • Arroz doce
  • Ferrero
  • Broas de batata doce
  • Rabanadas
  • Bolo rainha

Espero que gostem e que me vão dando o vosso feedback!

Basta clicar na imagem para adquirir!

Eats

Como tudo começou! [mudei a minha vida]

Muitas vezes perguntam-me como isto tudo começou, quando foi o dia em que decidi mudar a minha vida, os meus hábitos, como o fiz, quanto tempo, quanto peso… Muita coisa! E hoje venho aqui contar-vos o meu percurso!

Bem posso dizer que tudo começou há cerca de 5 anos, na altura eu pesava 67kg, tinha uma vida bastante sedentária, não praticava qualquer tipo de desporto e digamos, a minha alimentação era péssima, hambúrgueres e pizzas quase dia sim dia sim, muita batata frita, gelados, doces, sem qualquer tipo de equilíbrio, apenas comer porque sabe bem, até rebentar e sem pensar no resto.

Um dia, por impulso de um colega de trabalho, comecei a frequentar o ginásio no meu local de trabalho, era algo muito básico e eu apenas fazia cardio, passadeira, bicicleta ou elíptica…

Aliado a isso fui alterando os meus hábitos aos poucos, sem radicalidades, fui trocando os fritos por grelhados e cozidos, comecei a comer mais legumes, passei a optar por farinhas integrais, aveia… Comecei a reduzir nos bolinhos, pizzas, hambúrgueres… E quando dei por mim, 10kg foram à vida em 5 meses, sem sacrifício… Sim ia ao ginásio 5 dias por semana, de segunda a sexta.

Bem, o cardio ajudou-me a perder peso, sem dúvida, e para quem não fazia absolutamente nada, é claro que impulsionou a minha perda de peso.

Mas vai daí que me olho ao espelho e toda eu estava sem forma, sim estava magra, mas massa muscular? Curvas? ZERO!

Rapidamente percebi que precisava mudar a minha estratégia e a essa altura eu já estava viciada no desporto, em treinar diariamente e foi aí que passei a praticar musculação. Coisa que já não largo e que se soubesse tinha feito logo desde inicio, pois à medida que perdia gordura, podia estar a dar forma ao meu corpo…

Nos dias de hoje e aliás, nos últimos 3-4  anos, a minha prioridade passou a ser a musculação. A minha actividade favorita, onde consigo moldar o meu corpo e sentir-me cada vez mais forte.

É claro que o processo de ganho de massa muscular leva o seu tempo, é necessário um treino bem estruturado e uma alimentação adequada ao objetivo.

Tive sorte dos sítios por onde passei, onde as pessoas sempre me ajudaram quando eu tinha duvidas em como treinar ou o que comer. Quer fosse em fases de perda de gordura como ganho de massa muscular!

NUNCA TIVE UM PT OU NUTRICIONISTA.

Ao meu tempo e ao meu ritmo fui percebendo o que era importante para mim e é aí que entra o equilíbrio, bem estar e amor próprio.

Mais recentemente comecei a trabalhar com o Nuno Martins, o meu coach, o meu orientador de treino e alimentação. Estamos nesta jornada há cerca de 7-8 meses e eu posso dizer com todas as letras que nunca me senti tão bem no meu corpo.

Hoje em dia eu não me privo como antes fazia, hoje em alimento-me de forma equilibrada, dou prioridade a alimentos ricos nutricionalmente, mas quando entendo e quero, não tenho qualquer problema em comer o que seja! E mais, não me sinto culpada por isso.

Desde que comecei a tirar de cima de mim a pressão do corpo perfeito, o medo de engordar ou acordar inchada ou o que fosse, os meus resultados começaram a ser cada vez mais positivos.

Sim eu treino 5-6 vezes por semana, porque quero, gosto e me sinto bem, foi um bom vício que adquiri e que já não sei viver sem.

Não tenho mais um dia estipulado para sair da dita rotina alimentar, porque a minha rotina alimentar é eu comer o que o meu corpo precisa, mas também o que me faz sentir bem.

Não existe a pressão do dia X para comer pizza, gelado, hamburger, batata frita, ou o que seja… Eu não preciso de esperar por um dia para me sentir bem!

Imaginemos que na terça-feira eu tenho um aniversário e bem, posso chegar ao restaurante e apetecer-me uma grande lasanha ou apenas um peixe grelhado. Eu vou por aquilo que me apetece, mas claro, de forma equilibrada, que era o que eu antes não fazia.

Não faz mais sentido apetecer-me um gelado numa quarta-feira e eu ter de esperar pelo sábado ou domingo para o comer!

Isso só cria mais stress sob nós próprios, até lá vai apetecer-nos comer este mundo e o outro só porque não comemos no dia em que nos apetecia… Pior, quando chegar o dia de comer e deitarmos abaixo mais gelado do que aquele que nos apetecia na quarta-feira… E quem fala de gelado fala de outra coisa qualquer!

Hoje, eu já não como até rebentar! Nem em buffets, hoje eu vou, como até me sentir satisfeita e não maldisposta, como se o mundo fosse acabar por eu não encher o bandulho até rebentar!

É importante procurarmos o nosso equilíbrio, cada um o seu… Nós não somos todos iguais, mas para mim, esta é a melhor abordagem que podemos ter com a alimentação. Esta para mim é a melhor estratégia!

Claro que aliada a um estilo de vida mais activo… Voces também não precisam treinar 7 dias por semana, ou 6 ou 5… 4 vezes já é optimo, 3 vezes também e é sempre melhor do que sermos sedentários.

Manter o corpo activo é bom para o físico e psicológico, até porque o treino faz com que seja produzida a hormona do “bem-estar”, por isso que nunca vimos alguém terminar o treino e sentir-se arrependido disso, já pensaram?

Não precisamos perder 2h no ginásio para ter resultados, isto se a desculpa for a falta de tempo… Eu nunca treino mais de 1h e estou aqui, continuo a ter resultados, a perder gordura ou ganhar massa muscular de acordo com o meu objetivo na altura.

Mas sabem que mais, o mais importante é que o meu objetivo não atrapalha a minha vida, eu continuo a viver e a sentir-me feliz, porque o corpo perfeito não existe, mas existe sim, eu sentir-me bem comigo.

Tenho noção de que alonguei, que posso até ter saído um pouco do tema principal, mas esta é a minha visão, a visão que queria partilhar convosco, porque o que eu atingi está ao alcance de todos!

Um pouco comprido mas é o que tenho para partilhar convosco!

Podem encontrar o Nuno, o melhor coach, no Facebook ou Instagram!

Copinhos de aveia e gelado de banana e açaí

Oiiii! 

Trago mais uma receita bem docinha e super fácil de fazer! 

Mais um geladinho de banana mas desta vez com um toque de açaí da Iswari

Copinhos de aveia: 

  • 35gr de flocos de aveia (usei grossos)
  • 1 ovo médio 
  • Canela qb

Misturar todos os ingredientes numa tigela e pré aquecer o forno a 180graus. Com a mistura pronta vamos dispor em pequenas formas de forma a criar o copinho (usei formas de silicone) e levar ao forno cerca de 20/25min! 

Depois baste deixar arrefecer para rechear! 
Para o gelado: 

  • 1 banana média 
  • 1 colher de café de açaí em pó
  • 30ml de água 

Este é ainda mais fácil, basta atirar tudo para a misturadora e triturar, ou usar a varinha mágica para o mesmo efeito! 

Depois é só rechear os copinhos e saborear! 
O açaí podem comprar no site da Iswari com 10% de desconto ao utilizar o código: lenaisabel
Espero que gostem!